CDMA Technology
Members Sign-In
ADIANTADAS AS IMPLEMENTAÇÕES DOS SERVIÇOS CDMA2000 DE BANDA LARGA NA AMÉRICA LATINA

As tecnologias CDMA2000 para transmissão de dados em alta velocidade oferecem os serviços e o acesso à Internet de banda larga
mais avançados da região

| English | Spanish |

COSTA MESA, Califórnia, 21 de junho de 2004 — O CDMA Development Group (CDG) (www.cdg.org) anunciou hoje que a tecnologia CDMA2000® continua a liderar na oferta de acesso à transmissão de dados sem fio em alta velocidade aos usuários da América Latina. No mês passado, quatro operadoras da região (Bermudas, Brasil, Guatemala e Venezuela) lançaram ou anunciaram planos para implementar a tecnologia CDMA2000 1xEV-DO, que é capaz de transmitir dados a velocidades de até 3,01 Mbps.

“As tecnologias 3G estão revolucionando o acesso à Internet, e a tecnologia CDMA2000 está à frente deste movimento”, declarou Perry LaForge, diretor executivo do CDG. “A CDMA2000 1xEV-DO é a tecnologia para transmissão de dados sem fio mais avançada implementada até hoje, oferecendo serviços de transmissão de dados em alta velocidade e acesso à Internet de banda larga a milhões de usuários do mundo todo. Atualmente, há cerca de sete milhões de usuários e esperamos que este número aumente de maneira expoente nos próximos meses em conseqüência de mais demanda e novas implementações”.

As tecnologias CDMA2000 estão amplamente implementadas em toda a América Latina, contando com 28 operadoras em 16 países. No momento, muitas das operadoras da tecnologia CDMA2000 1X estão introduzindo serviços de transmissão de dados em alta velocidade com uma simples atualização para a tecnologia 1xEV-DO. No mês passado, a BellSouth da Guatemala lançou o serviço, tornando-se o primeiro país da América Central a implementar uma rede to 1xEV-DO. A VIVO, a maior operadora da região, anunciou um experimento que está sendo realizado com a tecnologia CDMA2000 1xEV-DO no Rio de Janeiro e em São Paulo com o objetivo de atingir os clientes comerciais. A Bermuda Digital Communications Ltd. está atualizando sua rede CDMA2000 1X para 1xEV-DO, e a Cantv da Venezuela anunciou que antes do fim do ano estará introduzindo os serviços 1xEV-DO para seus respectivos assinantes do serviço móvel Movilnet. No futuro, a empresa oferecerá acesso à Internet aos usuários de serviços sem fio fixos.

A tecnologia CDMA2000 1xEV-DO vem sendo comercial desde janeiro de 2002. No momento, há nove redes 1xEV-DO em toda a Ásia, América do Norte e América Latina e outras quatro redes estão programadas para serem implementadas ainda este ano. A tecnologia CDMA2000 1xEV-DO oferece taxas médias de transmissão de dados entre 300 e 600 kbps e suporta aplicativos avançados para transmissão de dados, como transferências de MP3, videoconferências, transmissões de TV, downloads de vídeo e áudio Várias operadoras implementaram esta tecnologia com a finalidade de oferecerem acesso à Internet em alta velocidade em áreas que anteriormente não recebiam acesso.

A tecnologia CDMA2000 lidera em implementações de serviços 3G no mundo todo, com mais de 85 milhões de usuários e 87 operadoras em 43 países em seis continentes. A CDMA2000 conta com 97% de participação de mercado em relação aos serviços 3G. Mais de 42% da base global de assinantes de CDMA utilizam as redes CDMA2000.

Informações sobre o CDG

O CDMA Development Group é uma associação comercial formada com a finalidade de promover o desenvolvimento, a implementação e a utilização das tecnologias CDMA pelo mundo todo. As mais de 100 empresas associadas ao CDG incluem muitas das maiores operadoras de serviços sem fio e fabricantes de equipamentos do mundo. As principais atividades do CDG incluem o desenvolvimento de recursos e serviços de CDMA, relações públicas, educação e seminários, assuntos regulamentares e suporte internacional. Atualmente há mais de 500 indivíduos trabalhando em diversos subcomitês do CDG em assuntos relacionados à CDMA. Para obter mais informações sobre o CDG, entre em contato com o CDG News Bureau através do telefone (714) 540-1030 ou visite o website do CDG: www.cdg.org.