CDMA Technology
Members Sign-In
CDMA Development Group dirige-se a funcionários principais do governo dos EUA sobre a harmonização 3G; oportunidade para que os EUA assumam a liderança

Redatores de Negócios e Tecnologia Avançada

English | Español

COSTA MESA, Calif., 29 de setembro de 1998 -- O Grupo de Desenvolvimento da CDMA (CDG) participou terça-feira que foi apresentada uma carta semana passada a 21 funcionários principais do governo dos Estados Unidos onde salientou-se a importância de harmonizar a terceira geração (3G) de tecnologia móvel.

A carta explica em detalhe as vantagens de harmonizar as duas propostas primordiais sobre a terceira geração, CDMA de faixa larga (W-CDMA) e CDMA2000, conhecidas como "Wideband e cdmaOne. Ela explica que a industria global de telecomunicações está perante um momento crítico, que significa para os EUA uma oportunidade ideal para assumir a liderança neste assunto. Membros do conselho executivo da CDG assinaram a carta, incluindo a AirTouch Communications, ALLTEL Communications, Ameritech Cellular, BC TEL Mobility, Bell Atlantic Mobile, Bell Mobility, GTE Wireless, LG Telecom, e Sprint PCS.

"A carta explica como as múltiplas tecnologias de segunda geração foram um impulsor primordial para o crescimento e a competição no mercado americano de radiotelefonia, e as diferenças importantes entre CDMA, GSM e TDMA continuam oferecendo uma base sólida para a diferenciação competitiva. Contrastando, as tecnologias W-CDMA e CDMA2000 são quase idênticas e oferecem uma base mínima ou nula para a diferenciação competitiva " disse Perry LaForge, diretor executivo da CDG.

"A CDG sempre advogou pelos mercados abertos e a utilização de tecnologias múltiplas onde este método trouxer vantagens. A nossa posição sobre o debate 3G continua sendo que as propostas com padrões similares devem ser harmonizadas quando as diferenças dessas propostas sejam tão insignificantes que o consumidor no percebe a diferença e inclusive pode ficar numa desvantagem por causa dos custos mais altos e a falta de funcionamento recíproco.

"Por esse motivo, as pessoas que apoiam propostas evidentemente diferentes a W-CDMA e CDMA2000, como as que se baseiam em tecnologia TDMA, devem continuar no esforço para uniforma-las e não devemos esperar que elas tenham convergência com propostas que se baseiam em CDMA. Este método é a mesma essência do Esforço 2000 ITU da Aliança Internacional de Telecomunicações (ITU), e além disto, ele é esperado pela industria global de telecomunicações."

LaForge continuou dizendo: "Além disso tudo, ficamos animados porque ha pouco tempo, a Aliança Norte-americana GSM e o Consórcio Universal de Comunicações de Radiotelefonia (UWCC) manifestaram o seu apoio à máxima da convergência. Em termos históricos, ambos grupos têm feito oposição à convergência, e a nossa única esperança é que a mudança não seja insuficiente e tarde demais. Nós presumimos que a decisão de colaborar em assuntos 3G também indica que eles apoiam o conceito de Família de Sistemas ITU que incorpora tanto ANSI-41 quanto GSM MAP em soluções 3G. No passado, a Aliança GSM tem se oposto a este conceito. Nós esperamos que a UWCC e a Aliança GSM contribuam ativamente na definição de uma interface aberta entre ANSI-41 e GSM MAP para permitir roaming global para o assinante IMT-2000."